Skip to main content

Frete: Venda mais utilizando o frete como diferencial

Sem entrega, não há venda! Você precisa ser formas competitivas de entrega para vender na sua loja virtual!

Motivos para criar Regras de Frete:

Diminuir carrinhos abandonados:

Analise quais as cidades que você mais perde vendas e crie regras que beneficiem os clientes dessa região!

Frete grátis é o formato mais comum, mas você pode oferecer frete fixo e até desconto no frete!

Aumentar o ticket médio:

O frete grátis é bastante utilizado para aumentar o ticket médio das lojas virtuais.

É comum vermos promoções assim: “Frete grátis a partir de R$ 199,99!”

O valor estipulado deve cubrir o valor do frete e aumentar o faturamento da loja.

Diminuir reclamações:

Em alguns casos, algumas transportadoras acabam tendo atrasos para entregar em regiões específicas.

Para evitar reclamações, você pode aumentar o prazo de entrega em segundos!

Ajudar o cliente a escolher a melhor forma de entrega:

Imagine que você digitou o seu CEP e apareceram 20 formas de entrega.

Você, provavelmente, ficará em dúvida de qual escolher, mas é possível simplificar esse processo!

Criando regras no gerenciador de resultados, você consegue estipular qual o resultado que será apresentado na sua loja virtual!

Duas formas de melhor preço e duas de melhor prazo, por exemplo.

Como criar regras de Frete

O formato é padrão, mas você precisa adaptar para o seu negócio e para o seu objetivo.

Você vai precisar:

Definir para qual região e qual o objetivo.

Por exemplo: Diminuir os carrinhos abandonados da cidade de São Paulo/SP. Frete grátis para pedidos de qualquer valor.

Frete Grátis:

Indicado para aumentar a o ticket médio e diminuir as objeções em relação ao frete.

Frete Fixo:

Indicado para não causar uma surpresa negativa no cliente na hora da cotação.

Imagine que você vende geladeiras e celulares e o cliente cotou o valor do frete para o celular, em seguida, adicionou a geladeira e o valor do frete quadruplicou!

A probabilidade de haver desistência da compra ou de um dos itens é grande.

Com o frete fixo, o cliente já sabe o valor, independente da quantidade de itens!

Aumentar o prazo:

Cuidado ao utilizar essa regra! Você pode deixar de vender por causa dela!

É comum alguns lojistas aumentarem o prazo para surpreender o cliente com a entrega antecipada, porém, podem não vender para clientes que tem pressa de receber!

Use somente para regiões especificas e em último caso!

Gerenciador de resultados:

Entenda qual o melhor para o seu cliente, ver todas as opções de frete ou somente as melhores!

Muitas opções podem confundir o cliente na hora da compra.

Como usar o Frete em uma campanha de marketing

Quando pensamos em promoção de formas de entrega, pensamos em frete grátis. Já é até cultural, mas existem outras formas de utilizar o meio transporte para vender mais!

Vamos listar várias delas e também, como criar uma campanha para sua loja virtual colocando a entrega em primeiro lugar!

Antes de tudo, separamos esse artigo em 3 pontos principais: Tipos de campanha, como fazer e quais métricas analisar.

Formas de Frete

Qual foi a última vez que você criou uma campanha focada, primeiramente, na logística?

Geralmente nos preocupamos com o produto e esquecemos que precisamos ter uma ótima oferta para vender na loja virtual.

Em síntese, a oferta é uma composição de: Produto com bom custo benefício, frete e formas de pagamento.

Podemos listar algumas opções de entrega para criar campanhas como:

  • Frete Grátis;
  • Frete Fixo;
  • Desconto no Frete;
  • Condição diferente de entrega.

Logo, é normal pensarmos em oferecer desconto, mas é importante melhorarmos a oferta em relação ao frete.

Frete Grátis

Antes de mais nada, deve ser utilizado com a estratégia de “ganha-ganha”!

Procure aumentar o seu ticket médio para aumentar o faturamento com mesmo número de pedidos!

Dessa forma, lembre-se de precificar corretamente os produtos para analisar se há ou não margem para esse tipo de ação.

Uma boa opção é, também, criar kits de produtos baratos, e criar uma oferta, para que o cliente consiga comprar mais peças aproveitando o mesmo frete.

Por exemplo: Uma camisa que sairia R$ 50,00 + custo do envio, você tem a opção de fazer um kit com 3 camisetas por R$ 150,00 com frete grátis.

Enfim, por se tratar de um produto leve, não há muita alteração no custo de entrega.

Frete Fixo

Sem surpresa na hora de cotar o custo da entrega!

Definitivamente, esse é o maior objetivo das campanhas de frete fixo.

Independente do número de itens, o pedido não terá alteração do custo da entrega.

Portanto, esse formato é interessante para lojas que vendem produtos grandes e também pequenos.

Por fim, imagine que você adicionou um celular ao carrinho e, também um notebook, o peso, que era 300g passou para 1,5kg!

O valor do frete será alterado e poderá acarretar em abandono do carrinho.

Desconto no Frete

Antes de tudo, responda essa pergunta: quantas vezes você ofereceu desconto no produto em uma promoção? Várias, imagino eu.

E no frete?

Por certo, o valor do frete é muito impactante na decisão de compra.

Algumas lojas passam a vender logo depois de diminuir 5% o valor do frete, sem alterar o valor do produto!

Coloque-se no lugar do cliente!

Qual a sua sensibilidade ao preço do frete? 5%? 10%? 20%?

Além disso, se você analisar os seus carrinhos abandonados, verá que existe um padrão para esse valor!

Entrega diferenciada

E se, em vez de alterar o preço, alterasse-mos o prazo?

Na sua cidade, em quanto tempo você consegue entregar?

Em princípio, temos um dia para despachar o pedido. E se diminuíssemos esse prazo?

“Compre agora e receba ainda hoje”, “compre de manha e receba logo após o almoço podem ser ótimas ofertas!

Como fazer uma campanha usando o frete como principal diferencial:

Quantas vezes, ao criar uma campanha, nós analisamos o frete primeiro?

Eu, particularmente, pouquíssimas!

Mas existe um framework para te ajudar nesse processo!

Locais que seu frete é competitivo?

Onde você se diferencia dos seus concorrentes? Onde você mais vende? Qual a forma de entrega da maioria dos pedidos? Qual a transportadora que mais transporta os pedidos dessa região?

Por certo, a resposta dessas perguntas devem estar na ponta da língua!

Analise onde você consegue ótimas opções de frete e direcione suas campanhas para essas regiões!

Já imaginou você investir para trazer um cliente que, ao cotar o preço do frete, o valor ficou o dobro do custo do produto? Isso acontece, e bastante!

Regiões que você perde vendas por causa do frete?

Qual a cidade que mais tem carrinhos abandonados? Qual o custo percentual do frete em relação ao valor do pedido? Se você baixar 5% o custo do frete para essa região, quanto a mais você pode faturar?

Defina qual cidade você irá “atacar” é muito mais fácil você ter sucesso nas campanhas trabalhando de forma estruturada e bem segmentada!

Lembre-se do tamanho do Brasil e das dificuldades encontradas para realizar uma entrega.

Depois de definir para qual bairro ou cidade ou estado ou região você irá fazer a campanha, é hora de comunicar o seu cliente!

Comunicar para o cliente

Certifique-se que o seu cliente saiba o preço e o prazo de entrega antes mesmo dele escolher o produto!

A probabilidade do cliente abandonar o carrinho por causa do frete cai vertiginosamente!


A forma de entrega é uma das maiores objeções de compra do e-commerce e você estará quebrando-a antes mesmo dele entrar no site.

O que não é medido, não pode ser melhorado! Por isso, defina as métricas que serão analisadas todos os dias, de acordo com cada etapa da compra!

Métricas de frete:

Certamente a compra começa e termina no frete!

Portanto, você precisa ter consciência disso e saber quais os dados que podem ser impactados por um frete ineficiente ou eficiente.

No Facebook ou Google Ads:

Analise o CTR (impressões do anúncio/número de cliques), o CPC (custo por clique) de um anúncio onde o frete é a principal oferta!

Esses são os primeiros indicadores para você analisar se essa oferta está “agradando” o seu cliente.

Em geral, quanto mais segmentado, melhor o engajamento com o anúncio.

Veja a diferença:

“Frete grátis para São Paulo” versus “Frete grátis para você, que mora no centro de São Paulo”.

Qual dessas frases deixa a impressão de “estão falando comigo” no seu cliente?

Na página do produto e no carrinho de compras:

Se você está conseguindo segmentar o cliente e a oferta está sendo bem aceita, a taxa de rejeição tende a cair. Lembre-se que a velocidade de carregamento do site também ajuda a diminuir essa métrica.

Certamente, a taxa de conversão deve ser analisada pela ótica da logística.

Qual forma de entrega mais converte? Qual transportadora mais converte? Qual região possui uma taxa de conversão maior?

Por certo, os carrinhos abandonados também precisam ser analisados a fundo, afinal, o frete é responsável por até 55% dos carrinhos abandonados!

Faz sentido investir em uma cidade em que, 80% dos carrinhos são abandonados? Provavelmente não!

Dessa forma, o mesmo vale para transportadora, se você simplesmente não envia pedidos por uma transportadora, pode ser um sinal que você precisa melhorar a sua negociação ou buscar outros parceiros logísticos!

No transporte:

Quantas entregas estão sendo feitas dentro do prazo? Qual o período médio de despacho mais o período de transporte? Quantos pedidos sofreram atraso (em dias e %)?

Por fim, lembre-se de analisar quantos cancelamentos houveram por causa do atraso! É interessante medir percentualmente e o valor total. Nesse caso, o barato pode sair caro!

Na entrega:

Ocorrem entregas com avaria? Quantas?

Certamente, além de causar um impacto negativo no cliente, esse problema pode acarretar em um cliente que não voltará a comprar na sua loja virtual!

Na Recompra:

Os clientes que voltam a comprar no seu site, quantos utilizam a mesma transportadora das compras anteriores?

Conforme ocorram as recompras, esse pode ser um ótimo indicador para entender o nível de confiança do cliente para com a transportadora!

Com o que e como comparar:

Em geral, podemos comparar uma campanha que usa o frete como oferta com ela mesma e com outras que não tem esse tema principal.

Lembre-se que você consegue segmentar clientes que acessam o seu site através de campanhas específicas, além disso, cada ação que esses clientes fazem podem se tornar poderosos insights.

Dessa forma, ao final, você poderá comparar todas as métricas pela ótica da logística!

Crie as suas métricas a fim de melhorar as formas de entrega para o seu cliente e, consequentemente, os resultados financeiros da sua loja virtual!

Ademais, você poderá chegar em conclusões como essa:

“Os clientes que acessam o site pela primeira vez através de uma campanha de frete possuem um LTV 15% maior que os clientes que vem de campanhas de produto”

O controle de estoque como um aliado para seu negócio

Dizem que o estoque é o coração do negócio. E não é à toa. É o estoque organizado que faz com que a operação funcione de maneira fluida. No e-commerce o estoque tem um papel muito importante pois ele determina as vendas, as compras e precisa estar em dia com o sistema para que os itens estejam disponíveis ao consumidor. Um sistema de gestão ERP é um facilitador para fazer o controle de estoque e não deixar produtos indisponíveis na sua plataforma de vendas.
Controlar o estoque é monitorar os produtos armazenados, sem ter excesso que cause prejuízo e também evitar faltas, fazendo com que o canal perca vendas. É preciso conhecer o perfil do consumidor, fluxo de vendas para poder definir as compras a serem feitas e manter o estoque controlado.
No estoque é preciso ter giro, essa é uma regra importante. Produto parado significa capital de giro parado e isso não é bom para o negócio. Por isso, nesta época que precede a Black Friday, a maior campanha de vendas da internet, é fundamental estruturar o controle de estoque.
O processo de controlar o estoque também é responsável para poder aproveitar melhor o que já tem no estoque e verificar os motivos de não estar vendendo, realizar os pedidos aos fornecedores com antecedência e garantir boas negociações e aprimorar estratégias de venda e precificar melhor os produtos.

Como fazer o controle de estoque?
A melhor forma de fazer o controle de estoque do seu negócio é fazer uso de um sistema de gestão ERP, pois ele registra as informações dos seus produtos, como códigos, descrição e preços e centralize a gestão do seu catálogo em múltiplos canais de venda. O sistema também sincroniza o estoque aos canais de venda e a cada venda realizada e atualiza a disponibilidade de seus produtos em cada canal, evitando erros no processo, e reduzindo a necessidade de manter níveis elevados de estoque de segurança.
O empreendedor de e-commerce deve revisar os cadastros dos produtos, monitorar os prazos de entrega dos fornecedores e ter planos estratégicos caso faltem produtos em estoque. Toda essa parte e também os inventários periódicos ficam facilitados com as ferramentas de gestão.

Separamos algumas dicas para ajudar neste processo:

Organização: Na operação online muitas vezes o estoque passa a ser um pouco abstrato para o empreendedor, mas é importante registrar tudo o que entra e sai da empresa para ter diagnósticos com relação às campanhas de venda, sucesso ou pouco giro do produto, manter prazos de validade em dia, dependendo da categoria de vendas, entre outras observações que só com organização do estoque será possível identificar.

Saúde financeira do negócio x estoque: Esses são pontos que convergem diretamente na avaliação periódica da empresa. O estoque é um sinalizador direto do sucesso ou fracasso financeiro, por isso deve ser bem controlado. Quando o estoque está organizado, a agilidade nas tomadas de decisão sobre promoções, descontos, compras e campanhas tornam-se mais assertivas e resultam no futuro da empresa. Conhecendo o estoque o empreendedor para a melhorar também na qualidade do atendimento e também das entregas. Os setores no e-commerce são diretamente relacionados por isso a integração de estoque se faz fundamental.

Experiência do consumidor: O cliente de e-commerce preza muito pela experiência de compra, desde quando pesquisa pelo produto na loja até a chegada do pedido em casa. Quando os produtos aparecem indisponíveis, pode ter sido uma falha no estoque, o que leva o cliente a pesquisar em outro canal de venda. Por isso, o controle de estoque afeta diretamente o consumidor e faz com que mais vendas sejam efetuadas. O estoque bem gerido faz parte de uma série de estratégias simples que visam o melhoramento do seu processo de trabalho, redução de custos e aumento da satisfação dos clientes.

O controle de estoque sustenta os resultados positivos da empresa e reduz custos e perdas pois monitora o fluxo de entrada e saída de materiais ou produtos, controla o caminho entre o armazenamento e a venda e faz com que o empreendedor tenha uma visão mais ampla do negócio. O Bling é um sistema de gestão voltado para o e-commerce que auxilia na sincronização do fluxo de caixa, estoque e logística em uma mesma plataforma, facilitando o seu trabalho.
Se ainda não é cliente Bling, faça um teste grátis por 3 meses utilizando o cupom #frenet e confira na prática os benefícios e as facilidades que um sistema de gestão ERP online, descomplicado e eficiente pode fazer pelo seu negócio.

Startup de logística ajuda lojistas virtuais a melhorar o frete em até 48h

Disponibilizar, no mínimo, uma transportadora boa para cada loja virtual, essa é o objetivo da ferramenta de logística Frenet, Gateway de Fretes.

A logística é um dos maiores desafios do e-commerce e, para ajudar os lojistas, agora é possível ativar transportadoras na sua loja virtual em até 48h!

A Frenet desenvolveu uma parceria com transportadoras para que elas disponibilizem tabelas competitivas já no banco de dados da empresa, assim, basta criar uma conta com a transportadora para passar a oferecer na loja virtual.

O lojista possui diversas responsabilidades e queremos facilitar uma das partes mais importantes do e-commerce, as entregas, revela o CEO Ricardo Saita.

Logística como estratégia para melhorar a conversão:

Sabe-se que 55% dos carrinhos abandonados são por causa do alto custo do frete. Oferecer transportadoras ajuda os lojistas a diminuir o custo dos envios, pois, em geral, oferecem preços e prazos competitivos.

Isso faz que a taxa de conversão da loja virtual aumente e o lojista venda mais!

Para muitos lojistas, foi necessário ativar uma transportadora para começar a vender.

Diversificação logística na prática:

Um pais do tamanho do Brasil apresenta diversos desafios e nos transportes não poderia ser diferente.

A startup defende que, para oferecer uma solução completa para os clientes, é necessário ter diversas transportadoras especialistas em tipos de cargas e por região.

Na prática, funciona assim:

O lojista possui uma transportadora especialista em cargas leves e outra especialista em cargas pesadas, envio expresso e normal para cada estado ou região do país.

Você pode estar pensando que ter muitas transportadoras podem confundir o cliente no momento da compra, mas a ferramenta preparou uma funcionalidade que apresenta somente as melhores opções para o cliente, ou seja, se você possuir 8 formas de envio para um CEP específico, você tem a liberdade de apresentar somente dois (o mais barato e o mais rápido), por exemplo.

Conveniência logistica:

Não é de hoje, mas cada vez mais os clientes compram pelo frete. Basta entrar em grandes players como Mercado Livre e Amazon para constatar isso.

Em primeiro lugar, mais do que nunca, o marketing é feito com base na forma de envio.

É importante lembrarmos que, se o consumidor estiver disposto, o preço do frete deixa de ser tão impactante.

Em outras palavras, se o seu cliente precisa do produto para amanhã, ele provavelmente irá pagar mais para receber antes.

Logo, esteja preparado para atender todos os tipos de clientes (o que tem pressa e o que pode esperar).

Por onde começa uma logística eficiente?

De acordo com o COO da empresa, Diego Muriel, o primeiro passo é “dominar o território” mais próximo, ou seja, você precisa ser imbatível no seu bairro, e na sua cidade.

Depois de atender bem os clientes mais próximos, foque em ampliar o território, buscando transportadoras que atendam outras regiões.

Dessa forma, fica mais fácil encontrar a transportadora certa. Dificilmente, apenas uma transportadora conseguirá ser muito eficiente em um país tão grande como o Brasil.

O mais engraçado, é que essa técnica já é muito utilizada pelos restaurantes. Muitas vezes, não há entrega para bairros distantes, pois impacta na qualidade do alimento entregue.

O que o lojista pode fazer agora, para melhorar as entregas?

O primeiro passo é ativar as transportadoras o mais rápido possível, isso já tornará a empresa competitiva. Se o lojista tiver pressa, pode também comprar frete com desconto, sem contrato e sem mínimo de envios.

O segundo é passo, é receber indicação de transportadoras e partir para a negociação.

Igualmente, o terceiro ponto, é lembrar das entregas expressas, isso ajuda a vender para mais na sua cidade! Oferecer motoboy não é diferencial, é obrigação para uma logística eficiente!

Além de transportadoras, como o lojista pode vender mais?

A Frenet consegue integrar qualquer transportadora, correios e motoboy em mais de 80 plataformas de e-commerce, ERP e Hubs de Marketplace, mas isso é apenas uma parte.

A ferramenta possibilita criar regras de frete para vender mais!

O prazo e o preço podem ser editados em segundos, da mesma forma, criar restrições de entrega.

Criar regras de frete fixo por estado e por serviço da transportadora te ajuda a criar campanhas de marketing.

Por outro lado, crie restrições de entrega, escolha o resultado que aparecerá para o seu cliente, adicione o valor do ICMS do frete por estado e muito mais!

Portanto, lembre-se, a venda começa e termina no frete.

Sistema de Gestão para vender em múltiplos canais

O empreendedor de e-commerce sabe que a nova realidade é apostar em vendas através de múltiplos canais e um sistema de gestão pode te possibilitar isso!

Seja através da loja virtual e de marketplaces ou mesclando a experiência virtual com a loja física.

É uma maneira de conquistar novos clientes e possibilidades no e-commerce.

Principalmente para quem está começando, estar integrado a grandes canais de venda é fundamental para adquirir mais vendas. Assim, terá a possibilidade de criar boas experiências de compra e consequentemente garantir boa reputação online ao negócio. 

Porém, a operação passa a ficar cada vez mais complexa e por isso, a organização interna do negócio é fundamental para que as vendas continuem ocorrendo com sucesso. 

Dicas para iniciar as vendas em marketplaces

Primeiramente, estude o mercado e as plataformas onde quer vender para poder ter boas ferramentas para auxiliar no trabalho.

A partir disso, é importante dispor de um sistema de gestão, que possua integrações com os maiores marketplaces do mercado.

Um sistema de gestão aumenta a produtividade dos colaboradores e garante mais tempo para focar em ações de impacto.

“Estar online” é importante para ter mais chances de vender. Esteja em múltiplos canais faz que você apareça para mais clientes.

A audiência que um marketplace tem a loja virtual sozinha pode demorar muitos anos para ganhar. Use o marketplace para alavancar o seu e-commerce.

Confira algumas dicas para acertar em cheio na estratégia de vendas em marketplaces:

  • Informações completas: para conquistar a confiança do consumidor, é fundamental ter informações claras e descrições completas dos produtos;
  • Fotos lindas: é importante que as fotos sejam boas e mostrem diferentes ângulos do produto. Isso minimiza possíveis dúvidas do cliente com relação ao produto;
  • Opte por plataformas que façam sentido ao seu negócio: existem marketplaces de nicho e abrangentes. Analise o que mais faz sentido para o seu negócio.
  • Logística e prazos de entrega: No e-commerce, o cliente não compra apenas o produto, ele compra também agilidade logística para a entrega, portanto, esse é um setor que merece toda a atenção e precisa estar organizado. Ofereça transportadoras eficientes para seus clientes, colocando a cotação diretamente no marketplace
  • Integre a gestão para administrar bem os canais de venda: Com uma plataforma de gestão todos os canais da loja ficam integrados. A ferramenta dispões de diversos serviços que possibilitam o controle total sobre as vendas, finanças, estoque, produtos, clientes, pedidos, comissões de vendedores entre outros.

Vantagens de vender em múltiplos canais: 

  1. Maior visibilidade do seu negócio: marketplace é uma grande vitrine, e permite que o vendedor tenha mais chances de venda;
  2. Menor investimento em publicidade: o investimento em publicidade muda, uma vez que o lojista só paga depois de vender.
  3. Além disso, a plataforma já faz os investimentos em segurança, mantendo a proteção dos dados dos consumidores;
  4. Maior alcance aos seus produtos: a maior variedade de público também permite maior presença digital do seu negócio. Alcance consumidores que talvez não o encontrariam apenas na loja virtual;
  5. Mais praticidade ao cliente: O consumidor quer fazer compras seguras e encontrar diversos produtos de sua necessidade no mesmo canal.

O foco deve ser a experiência do consumidor:

Criar um negócio unificado pensando sempre na experiência do consumidor passa por integrar as diferentes plataformas utilizadas. Isso faz com que seu negócio esteja unificado e com mais oportunidades de vendas.

Mas para isso, é importante organizar o seu negócio para garantir uma ótima experiência do consumidor e manter seu estoque, caixa e entrega organizados. 

Optar pela integração completa de marketplace, realizando a venda em diferentes plataformas de uma maneira mais automatizada e inteligente.

Isso amplia as possibilidades do vendedor converter ao mesmo tempo que marca a presença da marca e seus produtos, ampliando a vitrine a diferentes consumidores.

Ao expor seus produtos ou serviços em mais de um lugar, contando com a confiança e tradição de uma plataforma já conhecida pelo cliente, você aumenta as chances de conquistar novos clientes ao mesmo tempo que pode continuar realizando transações com consumidores fidelizados.

O Bling é um sistema de gestão voltado para o e-commerce que auxilia na sincronização do fluxo de caixa, estoque e logística em uma mesma plataforma, facilitando o seu trabalho. 

Se ainda não é cliente Bling, faça um teste grátis por 3 meses utilizando o cupom #frenet e confira na prática os benefícios e as facilidades que um sistema de gestão ERP online, descomplicado e eficiente pode fazer pelo seu negócio.